Voltar

Como começar a programar?

Vem, a gente te ajuda!
30/09/19   |   Ítalo Frota
Compiuter

Olá Mundo!
Programar é uma atividade divertida e tem se tornado extremamente útil com os avanços na globalização da tecnologia. Para muitos, pode soar desafiador adquirir os conhecimentos necessários para aprender programação. Porém, hoje dispomos de inúmeras ferramentas que prometem tornar o processo de aprendizado mais fácil.

Atualmente, cada vez mais pessoas estão interessadas em aprender a programar. Seja por interesse em ingressar em algum curso na área de Tecnologia da Informação ou até mesmo apenas por curiosidade, é comum se deparar com diversas dúvidas a respeito de qual caminho seguir.

Programar pode parecer difícil, mas é um estudo como qualquer outro.

É incomum que um programador conheça apenas uma linguagem, então você apenas precisa decidir por qual linguagem começar! Todos possuem suas preferências pessoais quanto a qual caminho seguir. Mas o mais importante é ter em mente que você precisa entender a lógica necessária para resolver problemas e, a partir daí, seu caminho para aprender novas linguagens será facilitado.

Destacaremos duas linguagens amplamente utilizadas por iniciantes:
  • C — É uma das mais antigas mas ainda assim, é muito utilizada atualmente. É popular na programação de sistemas e hardware e é uma ferramenta poderosa para o aprendizado dos conceitos relacionados a lógica de programação. A linguagem possui algumas particularidades que a tornam um tanto mais complexa, entretanto, se estabeleceu como um ponto de partida comum para iniciantes. Por exemplo, na Universidade de Brasília, os alunos da área de T.I. normalmente aprendem a programar em C ao cursar a disciplina de Algoritmos e Programação de Computadores. (Vale ressaltar que algumas linguagens no mercado são derivadas do C).
  • Python — Tem sido amplamente apontada como um dos melhores caminhos para o programador iniciante devido a facilidade de adequação e aprendizagem por ser uma das ferramentas mais user friendly. É bastante utilizada para Desenvolvimento Web, Data Science e Scripting pois suas bibliotecas e estruturas tornam o trabalho mais eficiente. Por exemplo, na Universidade de Brasília, os alunos de Introdução a Ciência da Computação normalmente aprendem a programar em Python.

É importante que você pesquise e tome sua decisão com base no que você mais tem vontade de aprender em programação, opção é o que não falta! Vos deixamos também uma frase de Bjarne Stroustrup, o pai do C++, que diz:

“Existem apenas dois tipos de linguagens: aquelas sobre as quais as pessoas reclamam e aquelas que ninguém usa.”

Temos aqui outro assunto polêmico entre a comunidade de programadores: a escolha de um ambiente de desenvolvimento, as famosas “IDE’s”.

Para um iniciante, é interessante começar humildemente, fazendo o uso de um editor de texto simples. Você pode utilizar o editor nativo de seu computador ou até mesmo procurar opções como o Notepad++- o qual recomendamos fortemente — . Dessa forma, você se acostumará com os processos mais básicos ao lidar com a linguagem que tenha escolhido.

Após um bom período de adequação, quando já estiver se sentindo seguro(a) quando à sintaxe e as práticas de programação, pode ser hora de partir para a utilização de uma IDE. Assim como no caso das linguagens, aqui é possível encontrar diversas opções no mercado, todas elas com suas particularidades que atendem aos mais variados gostos.

Destacaremos duas IDE’s amplamente utilizadas no mercado atualmente:
  • Visual Studio Code — A IDE da Microsoft entra no time das IDE’s “pesadas”, mas isso se justifica pela quantidade de recursos encontrados na plataforma. É um ambiente extremamente versátil e que pode automatizar de forma excelente os processos do dia a dia do programador, uma vez que conta com diversas extensões que facilitam o processo de desenvolvimento.
    (PS: é o ambiente mais utilizado pelos membros da CJR #fikdik)
  • Sublime Text — O Sublime se distancia mais do conceito de IDE e funciona como um editor de texto multiplataforma, que se destaca por ser leve e oferecer recursos que facilitam a vida do programador ao lidar com códigos complexos.

Mas atenção, é importante que você também pratique programar “na marra”, para evitar ficar preso as mordomias da IDE escolhida ;)

Não dizem que “a prática leva à perfeição”? Se você conseguiu dar o primeiro passo, agora vai precisar de disciplina para praticar! De nada vai adiantar aprender todos os conceitos se não colocar a mão na massa e tentar solucionar problemas.

Existem vários sites que podem lhe ajudar nessa jornada, tais como:
  • URI — O URI Online Judge é um juiz online que dispõe de uma vasta quantidade de problemas pensados para exercitar conhecimentos de lógica de programação, ainda conta com fóruns para solução de dúvidas e competições de programação.
  • Codeacademy- É uma plataforma online e interativa que oferece aulas de codificação em várias linguagens, tanto de programação quando marcação (HTML, CSS e outras). Também conta com fóruns para solução de dúvidas e compartilhamento de conhecimento.
  • CodinGame- É uma plataforma gamificada para programadores. Conta com puzzles e outros games pensados para profissionais da área e entusiastas, que trabalham as habilidades necessárias para programação. Assim como os outros já citados, conta com fóruns e um chat.

Na jornada para se tornar um programador nos deparamos com inúmeras ferramentas que prometem tornar o processo mais claro e intuitivo. É importante que você não desista, afinal, cada um aprende melhor da sua maneira. Caso você não se adeque com uma das escolhas durante seu caminho, não desista! Sempre será possível buscar outras alternativas que te levem ao sucesso.

A maior dica desse texto talvez venha a ser esta: peça ajuda! É normal se sentir tímido e inseguro no começo, mas pode ter a absoluta certeza de que sempre haverá alguém disposto a te ajudar nesta jornada. Seja um amigo da área ou até mesmo alguém em um fórum na internet, em todo o caso há alguém para lhe estender a mão.

Forte abraço e sucesso!

Sobre o autor:

Ítalo Frota
Consultor de Imagem e Publicidade

Olá Mundo, eu sou o Ítalo! Eu entrei na CJR em 2019/2. Gosto muito de bolos e Britney Spears.